Herbário

Café

O café estimulante

  • O café só fica atrás do petróleo no mercado internacional. Ele participa da renda de mais de 20 milhões de famílias em mais de 50 países.
  • As espécies mais famosas de café são Coffea arabica, Coffea robusta e Coffea liberica. Ele é um arbusto que pode atingir de 2 a 4 m de altura.
  • Em regiões quentes e úmidas, o café é mais suscetível ao ataque de fungos e outras pragas.
  • O Brasil é responsável por 33% da produção mundial de café.
  • O café foi trazido para o Brasil no século XVIII. Após a Independência do Brasil, o café se tornou base da economia nacional. Ele começou a ser plantado na região Norte, mas se firmou com sucesso no Rio de Janeiro.


Deusa Cafeína

  • A deusa romana Cafeína era padroeira de todas as bebidas e alimentos derivados do café.
  • Ela era uma bela mulher que fornecia energia, resistência e determinação, pensamento claro e criatividade para quem oferecesse a ela uma xícara de café.
  • Segundo o mito, um jovem chamado Julianus ao ver ovelhas animadas a comer um arbusto, decidiu experimentar o grão. Percebeu que tinha um gosto bom e decidiu fervê-lo. Ao provar, sentiu vontade de dançar de tão animado. Ele então decidiu orar e meditar todas as noites provando o chá e adorando a deusa que enviou o grão.


Café (Coffea sp.)

  • Origem: Etiópia
  • Outros nomes: cafeeiro, coffe (inglês).
  • Valor nutricional:
    • Nas espécies de Coffea, o ácido 5-cafeoilquínico (5-CQA) é o éster solúvel mais abundante.
    • Os ácidos hidroxicinamoilquínicos estão envolvidos no amargor da bebida de café devido à sua degradação em fenólicos quando o grão é torrado.
    • A cafeína é o alcaloide mais importante das espécies de café, é sintetizada nas folhas jovens de plântulas de C. arabica e frutos imaturos, acumulando-se nas folhas maduras.
    • O aroma característico do café é devido ao α-2-furfuriltiol, 4-vinilguaiacol, alguns derivados de alquil e 3-metilbutano irosina, furanonas, acetaldeído, propanal, metilpropanal e 2-aconteúdo.
    • Minerais: potássio, magnésio, cálcio, sódio, ferro, cobre, mangaês, zinco, rubídio, estrôncio, vanádio, cobalto, níquio, bário e bório.
    • Vitaminas: C, B3 e rutina.
Ilustração botânica do café da espécie Coffea arabica.


Usos medicinais

  • Atua como analgésico, anti-hemorrágico, antidiarreico, antiespasmódico, antigripal, anti-inflamatório, broncodilatador, cardiotônico, depurativo, desintoxicante digestivo, diurético, estimulante, excitante, expectorante, hipoglicemiante, hipotensor, tônico e vulnerário (cura feridas).
  • O consumo diário do café pode causar dependência, uma vez que a interrupção no consumo pode gerar cefaleia, mal-estar, fadiga, depressão, fraqueza, apatia, sonolência e diminuição do estado de alerta.
  • A cafeína quando ingerida é absorvida no trato intestinal e em cerca de 60 minutos atinge a corrente sanguínea. Ela age como antagonista de adenosina, inibindo ela, o que gera um aumento na pressão arterial, velocidade metabólica e diurese. Alguns estudos também demonstram o poder anti-oxidante da cafeína.
  • É recomendado que o consumo diário de café não ultrapasse 5 xícaras de 100 mL cada e com intervalos de 2 horas (500 mg de cafeína por dia).


Correspondências

  • Gênero: Masculino
  • Planeta: Marte
  • Elemento: Fogo
  • Tarot: Imperador
  • Ativa a mente consciente, auxilia na comunicação e estimulante.
  • Bom para equilíbrio do chakra laríngeo.
  • Ser tomado após rituais ou ao acordar para aterramento.
  • Pode ser usado como potencializador em feitiços e rituais.
  • Tome chá quando quiser ficar mais motivado com um projeto.
  • Colocando o chá de café concentrado em uma xícara, pode usar como espelho negro em ambiente a luz de velas.
  • Pode ser usado para quebra de padrões negativos e bloqueios emocionais, espirituais ou criativos.
  • Oferenda aos ancestrais sanguíneos;
  • Libação de café para as Erínias ou oferenda da borra de café.
  • Cozinha mágica:
    • O café pode ser usado como chá quente ou gelado puro ou em suas diferentes variações de consumo como capuccino, café cremoso, espresso, mocha, caffè latte, macchiato, frappe. O pó pode ser usado em receitas como pudim, sorvetes, brigadeiros, brownies, tiramisu.
  • Outros usos:
    • Pó pode ser soprado no ambiente;
    • Sachê com grãos de café;
    • O pó pode ser usado para vestir a vela ou ao pé dela.


# As informações aqui não substituem a consulta médica.


Referências

  1. Patay, É. B., Bencsik, T., & Papp, N. (2016). Phytochemical overview and medicinal importance of Coffea species from the past until now. Asian Pacific Journal of Tropical Medicine, 9(12), 1127-1135.
  2. Nunes de Carvalho, C., Oliveira, Y. R., da Silva, P. H., & de Abreu, M. C. (2018). Coffea arabica L.: potencialidades e ações medicinais. RevInter, 11(3).
  3. Café na magia. Disponível em <https://temperodebruxa.com.br/10-usos-cafe-magia-bruxaria/> Acessado em 12/02/2022.
  4. Deusa Cafeína. Disponível em <https://www.goddessgift.com/goddess-info/meet-the-goddesses/caffeina/caffeina-unabridged/> Acessado em 12/02/2022.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + cinco =

error: O conteúdo é protegido!