Herbário

Hibisco

Hibisco, os brincos de Vênus

  • Em uma das versões do mito de amor entre Afrodite-Adonis-Perséfone, o jovem teria se transformado em hibisco para distrair as deusas e evitar que elas briguem entre si.
  • A flor também é conhecida como “brincos-de-Vênus”.
  • Na China, o hibisco representa a prosperidade, a riqueza e o sucesso.
  • Na Coreia do Sul, a flor do hibisco simboliza a imortalidade da alma.
  • No Japão, é a flor símbolo da delicadeza. Para os japoneses, o hibisco representa virtudes como gentileza e suavidade.
  • Na Inglaterra vitoriana ver flores de hibisco florescendo inspirava a beleza delicada.
  • No Taiti, as mulheres usam o hibisco vermelho atrás da orelha como demonstração de que estão querendo iniciar uma relação amorosa.


O mito de Adônis

  • Em uma das versões do mito grego contada por Panyasis, Esmirna por negligenciar o culto a Afrodite foi punida com um amor não natural por seu pai. Ela tentou compartilhar da cama de seu pai que ao descobrir o crime, desejou matá-la. Esmirna na fuga orou aos deuses para ser transformada em árvore, se tornando a árvore smurna.
  • Após 9 meses, a árvore estourou e Adônis nasceu. A beleza do bebê encantou Afrodite que o escondeu em um baú confiado a Perséfone. No entanto, ao descobrir o que havia no baú, Perséfone se recusara a devolver para Afrodite.
  • Zeus precisou intervir e propôs que o rapaz ficasse 1/3 do ano sozinho, 1/3 do ano com Afrodite e 1/3 do ano com Perséfone. Adônis optou por ficar os 2/3 do ano com Afrodite.
  • Adônis então morre por um ataque de javali, supostamente enviado por Ares por ciúmes, sendo levado ao submundo perpetuamente.
  • Posteriormente outras modificações e acréscimos foram feitos ao mito.
Vênus e Adonis. Artista: Peter Paul Rubens.


Hibisco dos deuses

  • Na mitologia hindú, o hibisco vermelho é a planta sagrada dos deuses Ganesha e Kali. Teria sido o deus Ganesha que ensinou o povo a usar essa erva para conexões espirituais.
  • No Egito, a flor era associada ao fervor romântico e a luxúria. Seus chás eram usados como estimulantes afrodisíacos. O hibisco também era dado como oferenda a deusa Ísis (Aset).
  • Na Malásia, é símbolo nascional, estando presente até na moeda desse país, sendo conhecida como Rosa de Saron.
  • Na Polinésia, a planta é sagrada e possui poderes mágicos.
  • No Havaí, a flor também é símbolo nacional simbolizando nobreza e poder. São dados colares de hibisco para turistas. Muitos surfistas usam essa flor estampada em suas roupas.
Deusa Kali e os hibiscos.
Deus Ganesha e os hibiscos.


O chá de hibisco

  • Na África ocidental, o “jus de bissap” é popular em todos os países e vendido como refresco nas ruas. É baseado num chá de flores de hibisco, hortelã, baunilha e sumo de laranja ou doutros frutos e servido com gelo, é por vezes considerado a “bebida nacional do Senegal”.
  • Já no Brasil, o hibisco costuma ser preparado com canela, cavalinha ou limão.
  • Na Itália, o chá, conhecido como “carcade” ou “chá italiano” é geralmente bebido frio e açucarado. Muitas vezes, com suco de limão espremido na hora. Introduzido enquanto a Eritreia foi uma colônia italiana (1860-1941), uma vez que seu uso era muito mais difundido. Mussolini promoveu o hábito de beber chá em vez de “arcade inglese”, após as penalidades para a guerra na Etiópia que atingiu a Itália.


Hibisco (Hibiscus sabdariffa)

  • Origem: Continente africano (Sudão, Índia, Malásia e Taiwan).
  • Outros nomes: vinagreira, mimo-de-Vênus, brincos-de-Vênus, graxa-de-estudante, rosa de anthea, roselle (Austrália), tengamoran (Asam), krajeab (Tailândia), bissap (Senegal, Guiné Bissau, Mali, Burkina Faso, Gana, Benin, Ningéria, Congo e França), wonjo (Gâmbia), torosh (Irã), sorrel (Caribe), karkade (Egito), asam pava (Malásia), luoshen hua (China), lamanda (Zâmbia), malva-rosa, azeda-indiana, flor-da-Jamaica, zobo (Nigéria), hibiscus (inglês), gongura (hindú).
  • Componentes
    • Proporcionalmente possui maior quantidade de carboidratos (68.7%), seguido de fibras (14.6%) and outros (12.2%).
    • Rica em minerais, especialmente potássio e magnésio.
    • Rica em vitaminas como ácido ascórbico (C), niacina (B3) e piridoxina (B6).
  • Usos medicinais:
    • O chá é usado tradicionamente para tratar hipertensão, febre e danos ao fígado, embora os componentes farmacêuticos sejam mal definidos.
    • Possui ação antimicrobiana, antioxidante, antitumoral e atua contra hipertensão e problemas renais.


Cultivo

  • Ciclo de vida: perene;
  • Tamanho: até 2,5 m;
  • Luz: sol pleno:
  • Substrato: solo orgânico;
  • Água: pouca rega;
  • Plantio: Ano todo;
  • Floração: Primavera;
  • Perfumada: Sim;
  • Propagação por estaca.
  • Planta pouco exigente em rega e adubação. No solo, pode-se usar o esterco de gado curtido como adubo.
  • Ele pode ser usado para fazer cerca viva, plantado em vasos ou no canteiro.
  • As podas para controle de tamanho podem ser feitas preferencialmente no inverno quando a planta não estiver florindo.
  • Algumas espécies são tóxicas, portanto cuidado com o consumo interno por humanos ou animais.


Correspondências

  • Gênero: Feminino
  • Planeta: Vênus
  • Elementos: Água e Fogo
  • Tarot: Os Enamorados
  • É uma erva que vai despertar a paixão em todas as áreas da vida.
  • Ela também ajuda a reverter padrões de autodepreciação.
  • Ela nos ajuda com o aumento da autoestima e autoconfiança.
  • Você pode usar em feitiços de amor, glamour e romance.
  • Por ser uma erva afrodisíaca, ela também pode ser trabalhava na magia sexual para restaurar o libido e despertar o erotismo.
  • O chá de hibisco também ajuda a entender melhor as emoções dos outros e trabalhar a empatia.
  • Diferente das rosas vermelhas, que nos ajuda a enxergar a beleza e sedução apesar dos nossos espinhos, com um trabalho profundo de resignificação. Por outro lado, o hibisco nos ajuda com um empurrão em situações específicas.
  • O chá de hibisco pode ser usado em círculos de Sagrado Feminino e também pode ser usado como substituto ao sangue menstrual para quem não menstrua e deseja realizar magias e plantar a Lua.


Usos mágicos

  • Rituais:
    • Honra aos deuses Afrodite, Ganesha e Kali.
    • Você pode usar as diferentes cores das flores para diferentes rituais e feitiços.
  • Cozinha mágica:
    • Nem toda espécie é cosmetível, opte pelo hibisco desidratado vendido em lojas especializadas.
    • A erva pode ser usada em tortas, drinks alcoólicos, chás e sopas.
  • Outros usos:
    • Um jarro com a planta em natura;
    • Defumação com a erva;
    • Sprays eróticos;
    • Banho mágico com a erva;
    • Vestir a vela com a erva;
    • Sachê com a erva para usar como amuleto;
    • Óleo essencial na aromaterapia ou produtos estéticos.

# As informações aqui não substituem a consulta médica.


Referências

  1. Nkumah, O. C. (2015). Phytochemical analysis and medicinal uses of Hibiscus sabdariffa. International journal of Herbal medicine, 2(6), 16-19.
  2. Simbolismo do hibisco. Disponível em <https://www.uniguide.com/hibiscus-flower-meaning-symbolism/> Acessado em 02/01/2022.
  3. Puro, K., Sunjukta, R., Samir, S., Ghatak, S., Shakuntala, I., & Sen, A. (2014). Medicinal uses of Roselle plant (Hibiscus sabdariffa L.): a mini review. Indian Journal of Hill Farming, 27(1), 81-90.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + quinze =

error: O conteúdo é protegido!