Ancestralidade bruxa

Scott Cunningham

Introdução

  • Scott Douglas Cunningham (Royal Oak, 27 de junho de 1956 – San Diego, 28 de março de 1993) foi um escritor estadunidense.
  • Cunningham escreveu mais de 50 livros abrangendo o campo de religiosidade, bruxaria e prática de magia.
  • Ele foi considerado um dos maiores expoentes da Wicca e Magia Natural, defendendo também uma prática solitária de bruxaria e a participação de pessoas homossexuais na bruxaria.
  • O principal objetivo desse texto, assim como os demais da categoria “Bruxas & Bruxos” é apresentar um pouco da história de diferentes pessoas históricas ou personagens mitológicos que impactaram a nossa compreensão do que é a bruxaria hoje. A partir disso, então, termos inspirações em suas trajetórias e honrar a existências deles. É sobre a nossa ancestralidade também.
  • O foco aqui é registrar a contribuição e relevância da figura pública no cenário pagão, ciente que nem todas as suas falas e ações representam toda a comunidade pagã ou tornando-os livre de erros.

História

  • Scott Cunningham nasceu no William Beaumont Hospital em Royal Oak, Michigan, EUA, segundo filho de Chester Grant Cunningham e Rose Marie Wilhoit Cunningham. A família mudou-se para San Diego, Califórnia, no outono de 1959, devido aos problemas de saúde de Rose Marie. Os médicos de Royal Oak declararam que o clima ameno de San Diego era ideal para ela. Fora de muitas viagens ao Havaí, Cunningham morou em San Diego durante toda a sua vida.
  • Cunningham tinha um irmão mais velho, Greg, e uma irmã mais nova, Christine. Scott foi abertamente homossexual durante grande parte de sua vida.
  • O interesse de Cunningham pela bruxaria e pela espiritualidade Wicca começou jovem devido ao interesse pela magia popular de sua avó e suas práticas de uso de ervas como curas e encantos. Em seus anos de ensino médio, Cunningham desenvolveu ainda mais seu interesse pela bruxaria, juntando-se a um amigo wiccaniano praticante para estudar o ofício.
  • Estudou redação criativa na San Diego State University, onde se matriculou em 1978. Após dois anos no programa, porém, teve mais trabalhos publicados do que vários de seus professores e abandonou a universidade para escrever em tempo integral. Durante este período ele teve como colega de quarto o escritor mágico Donald Michael Kraig e muitas vezes socializou com o escritor neopagão de bruxaria Raymond Buckland , que também morava em San Diego na época.
  • Scott Cunningham praticou a magia natural por mais de 20 anos. Cunningham começou o treinamento de iniciação com Raven Grimassi e permaneceu como iniciado até 1982, quando deixou a tradição para seguir a prática solo de bruxaria, ele também era membro de terceiro grau do coven Serpent Stone Family.
  • Escreveu mais de 30 livros, de ficção e não ficção. Entre seus livros, destaca-se O Livro das Sombras e sua obra Wicca: Um Guia para o Praticante Solitário, é um dos livros de maior sucesso sobre Wicca já publicados.
  • Em 1983, Scott Cunningham foi diagnosticado com linfoma, que superou com sucesso. Em 1990, durante uma turnê de palestras em Massachusetts , ele adoeceu repentinamente e foi diagnosticado com meningite criptocócica relacionada à AIDS. Ele sofreu várias infecções e morreu em 28 de março de 1993, após lutar por muito tempo contra uma série de infecções aos 36 anos.

Bruxaria Solitária

  • O trabalho de Cunningham, Wicca: Um Guia para o Praticante Solitário, foi publicado pela primeira vez em 1988. Este texto inverteu o roteiro da tradição espiritual Wicca, pois até então era uma religião fechada que exigia iniciação de um grupo ou outro para participar.
  • Isto contrastava com as mensagens de auto-capacitação de Wicca: Um Guia para o Praticante Solitário, uma vez que se concentrava nas práticas do indivíduo e abria uma janela para novos praticantes em todo o mundo.
  • Até hoje, Wicca: um guia para o praticante solitário é o livro mais vendido sobre bruxaria e espiritualidade wiccaniana nos Estados Unidos, vendendo quase 1.000.000 de cópias desde sua publicação original em 1988.
  • O interesse de Cunningham pela prática solitária dentro da fé wiccaniana foi estimulado por sua busca por uma tradição de afirmação queer dentro da fé Wicca.
  • Como grande parte do foco das tradições durante os anos 1970 e 1980 estava no casamento sagrado entre a Deusa e o Deus, Cunningham escreveu frequentemente que uma sensação de exclusão permeou essas tradições por causa de sua sexualidade.
  • A criação da prática solitária, e a eliminação da necessidade de ser iniciado por uma tradição com ela, abriu o movimento Wiccano para pessoas queer e seria a base para muitos movimentos focados em queer nos próximos anos.

Produção literária

  • A produção literária de Scott Cunningham é marcada por sua linguagem acessível que fornecesse ferramentas para praticantes de bruxaria solitários e em grupos dentro da magia natural.
  • Dentre as suas publicações destacam-se também:
    • Shadow of Love (1980, ficção).
    • Magical Herbalism: The Secret Craft of the Wise (1982) ou Herbalismo mágico (2016).
    • Earth power: techniques of natural magic (1983) ou Técnicas de magia natural: o poder da terra (2016).
    • Cunningham’s Encyclopedia of Magical Herbs (1985).
    • The magical household: spells & rituals for the home (1987).
    • Cunningham’s Encyclopedia of Crystal, Gem, and Metal Magic (1987) ou Enciclopédia Cunningham de magia com cristais, gemas e metais (2011).
    • The Truth About Witchcraft Today (1988) ou A verdade sobre bruxaria (2007).
    • Wicca: a guide for the solitary practitioner (1988) ou Wicca: guia do praticante solitário (2014).
    • The complete book of incense, oils and brews (1989).
    • Magical aromatherapy: the power of scent (1989).
    • Earth, Air, Fire & Water: More Techniques of Natural Magic (1991).
    • The Magic in Food (1991)
    • Cunningham’s Encyclopedia of Wicca in the Kitchen (1993) ou Enciclopédia de Wicca na cozinha (2004).
    • Divination for beginners (1993) ou Introdução às artes divinatórias: leitura do passado, presente e futuro (2014).
    • Living Wicca: A Further Guide for the Solitary Practitioner (1993).
    • Spell crafts: creating magical objects (1993).
    • The Truth About Herb Magic (1993).
    • The Truth About Witchcraft (1994).
    • Hawaiian Magic and Spirituality (1995).
    • Pocket Guide to Fortune Telling (1997).
    • Dreaming the Divine: Techniques for Sacred Sleep (1999).
    • Cunningham’s Book of Shadows: The Path of An American Traditionalist (2009) ou O livro das sombras (2014).

Referências

  1. Scott Cunningham | Profile, LGBTQ Religious Archives Network Disponível em <https://lgbtqreligiousarchives.org/profiles/scott-cunningham> Acessado em 13/02/2024.
  2. Scott Cunningham. Disponível em <https://pt.wikipedia.org/wiki/Scott_Cunningham> Acessado em 13/02/2024.
  3. Scott Cunningham. Disponível em <https://en.wikipedia.org/wiki/Scott_Cunningham> Acessado em 13/02/2024.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + vinte =

error: O conteúdo é protegido!