Festivais solares

Ápice do Inverno

Festival da Purificação

  • Hemisfério Norte: 02 de fevereiro
  • Hemisfério Sul: 02 de agosto
  • Roda Mista: 02 de fevereiro
Roda do Ano Solar para Héspera com o festival na Wicca equivalente entre parênteses.

Correspondências

  • Elemento: fogo e água;
  • Palavras-chave: inspiração, luz, purificação, motivação, auto dedicação, começos, paciência, preparação, inocência, transição, despertar, limpeza, fertilidade, transmutação.
  • Cores: verde claro, rosa, branco, amarelo, vermelho e laranja.
  • Lua: Emergente ou Lua da Tempestade;
  • Animais: vaca, cabra, dragão, marmota, cotovia, tordo-americano, ovelha, serpente e cisne.
  • Metais: Antimônio, latão e ouro;
  • Tarot: A Estrela;
  • Ervas: família da purificação e espiritualidade;
  • Cristais: paleta roxa, azul, rosa e branca; 

Mitologia Wicca

  • É um festival que representa o crescimento do Deus Sol que ainda é uma criança amamentando na Deusa, sua mãe.
  • Celebração da alegria da criança que cresce e traz com ela a promessa de uma nova época de fertilidade.
  • O sabbat de “Imbolc” vem do termo leite, sendo comemorado na época que as ovelhas e vacas começam seu período de lactação e a Deusa Brigit começa a aquecer a terra, derretendo a neve.
Momento de nutrir nossos novos projetos e honrar as mães.

Perséfone e Hades

  • Momento de se preparar para as purificações dos Mistérios Menores e a subida de Perséfone que está prestes a chegar.
  • O clima de despedida de Hades e a transformação ficam mais fortes.
  • Momento para honrar Hécate nos seus aspectos de purificadora.
  • Momento de honrar e consolar Deméter, que segue triste pela distância de sua filha.

Deusa Brigit

  • A deusa Brigit, Bride, Brigid ou Brighde é uma deusa tríplice do fogo cultuada pela Bretanha e Europa. Segundo a etimologia irlandesa, seu nome vem de “Brig”, a alta, exaltada.
  • Seus domínios incluem o fogo, a beleza, poesia e as artes. Ela é uma deusa solar, inspiradora, deusa das fontes curadoras, deusa das lareiras e forjas, deusa da vaca branca, ela era uma deusa curandeira.
  • Ela também é chamada de Três Damas Abençoadas ou as Três Mães. Na Irlanda também é chamada de Bride dos Cabelos Dourados e Bride das Colinas Brancas, e na Escócia como Bride das Claras Palmas e Maria dos Galeses.
  • Seu originou o termo inglês de Bride, noiva. Os casais a honram em casamentos.
  • Ela foi transformada na Santa Brígida pela Igreja Católica em cerca de 453 EC, se tornando padroeira dos trabalhos agrícolas e do gado, protetora da casa contra o fogo e calamidade. 
  • Brigit teria nascido do fogo sob a cabeça de Dagda. Em Kildare, seria seu local de nascimento, onde se ergueu um santuário que mantia a chama sempre acesa. A chama era cuidada por 19 virgens, cada uma por um dia. No vigésimo dia, quem cuidava da chama era Brígit.
  • Seus animais sagrados incluem a cobra (Serpente Criadora que guardava seus santuários), a vaca (abundante leite nutridor), o lobo (animal totem das ilhas britânicas) e o abutre (Abutre da Morte e aves de rapina).
  • Suas cores são vermelho (fogo da forja), laranja (luz solar) e verde (fontes e ervas).

Outros festivais associados

  • Oimelc (leite de ovelha em gaélico irlandês);
  • Imbolg (no ventre);
  • Februallia;
  • Parentalia;
  • São Valentim;
  • Dia dos Namorados;
  • Lupercalia (romano);
  • Up-Helly-Aa (escocês);
  • Dia da Marmota (EUA);
  • Sementivae;
  • Festa das Tochas;
  • Festival de Pã;
  • Festival dos Galantos;
  • Festival da Lua Crescente;
  • A festa da Santa Brígida;
  • Festival da Virgem;
  • Festival das luzes;

Rituais e Feitiços

  • Rituais de purificação, amor, iniciação de sacerdotes, proteção da casa e família;
  • Limpe a casa e seus instrumentos mágicos;
  • Faça um banho de sal grosso;
  • Varra a casa com a vassoura de bruxa;
  • Use a energia do dia 19 e coloque a cruz de Brigit sobre a porta de casa;
  • Meditação de autoconhecimento;
  • Oração pedindo inspiração para novos planos;
  • Fazer velas e lanternas. Coloque uma vela na janela de casa;
  • Abençoar animais e novos projetos;
  • Queime no caldeirão uma lista do que você quer que saia da sua vida;
  • Decorar altar com cores brancas e caldeirão;
  • Coloque oferendas em corpos d’água;
  • Você pode fazer uma água energizada com a purificação de Imbolc.
  • Artesanato:
    • Cruz de Brígida (19 varetas);
    • Cama de Brigit;
    • Bonecas de Milho;
    • Vassoura de bruxa;
    • Coroa de flores;

Oração para Imbolc

“Esta é a época do festival das tochas,
Quando cada candeeiro queima e brilha
Para dar as boas-vindas ao renascimento do Deus.
Eu celebro a Deusa, eu celebro o Deus;
Toda a Terra celebra embaixo de seu manto de sono.

Toda a terra está envolvida pelo inverno.
O ar está gelado e a geada toma conta da Terra.

Porém, Senhor do sol,
cornífero dos animais e dos locais selvagens,
tu renascestes, sem que ninguém visse,
da graça da Deusa Mãe, senhora de toda a fertilidade.

Saudações, grande Deus!
Saudações e sejas bem-vindo!”

Cunningham, S. Wicca – Guia do Praticante Solitário. São Paulo: Madras, 2020.

Atividades

  • Passeio observando a natureza;
  • Comece a se despedir do frio e introspecção do inverno e dê as boas vindas ao calor e expansão; 
  • Faça trabalhos artísticos, poemas, pinturas;
  • Veja o nascer do sol;
  • Pendure luzes nas janelas;
  • Faça limpezas de áreas naturais como praias e cachoeiras.

Cozinha Mágica

  • Alimentos com leite;
  • Alimentos que predominem o elemento fogo e água;
  • Bebidas como leite, hidromel e cidra;
  • Exemplos de receitas:
    • Biscoito da forturna;
    • Arroz doce;
    • Strogonoff;
    • Canjica;
    • Cuscuz branco;
    • Chocolate quente;

Altares do ápice do inverno

Referências

  1. Janet e Stewart Farrar. A Bíblia das Bruxas. São Paulo: Editora Alfabeto, 2017.
  2. Cunningham, S. Wicca – Guia do Praticante Solitário. São Paulo: Madras, 2020.
  3. Pietro, C. Oráculo da Grande Mãe. 2 ed. São Paulo: Editora Alfabeto, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 − 7 =

error: O conteúdo é protegido!